O encaixotar da vida

29 04 2009

caixas3 

 

E eis que ver mudanças traz ao coração nada mais do que dor e separação.
Tirar coisas de seus lugares e rearrumá-las em caixas, que depois serão lacradas com fitas adesivas, etiquetadas… são ações que exigem tempo, força, coragem, desapego.
Tirar sua vida daqui, guardá-la e depois levá-la para outro lugar.
É isso que estão fazendo comigo. Estão me tirando daqui, tirando minhas coisas do lugar e levando para longe. No entanto, eu permaneço onde estou… mas, sem nada. Sem nada mais.
Talvez, se eu também mudasse… se eu encaixotasse também…

ENCAIXOTAR – Conjuntivo/Subjuntivo
Pretérito imperfeito
se eu – encaixotasse também
se tu – encaixotasses comigo
se ele/ela – encaixotasse
minha parte
se nós – encaixotássemos juntos
se vós – encaixotásseis por mim
se eles/elas – encaixotassem
para sempre

… talvez assim seríamos, ainda que na imperfeição do pretérito, conjuntivamente felizes. Talvez.

Anúncios




A TPM fez pacto com o diabo

16 04 2009

Essa é a minha mais nova assertiva. Até porque, é a única que faz sentido no momento.

De onde vêm os pensamentos loucos que assolam a vida das mulheres durante a TPM?agua_benta1
Ontem você estava bem, hoje está repleta de intuições desvirtuadas. E, ainda que você não seja lá uma pessoa naturalmente sensitiva, você acaba acreditando nessas intuições sazonais (de TPM) que tem… mesmo que elas não façam o menor sentido. Pois é!

Ontem passei o dia feliz. Algumas mudanças acontecerão em breve aqui no trabalho. Talvez sejam boas, talvez não. De qualquer forma, foi um dia de novidades. Até o início da noite o saldo do dia era positivo.
De repente, tudo mudou. Pensamentos ruins, dúvidas, desconfianças, incertezas, pessimismo e, confesso, um pouco de tristeza.
A pergunta é: de onde veio esse turbilhão de coisas negativas? O que aconteceu com a felicidade que estava sentindo ontem? Para onde foi?

Minha conclusão é essa… a TPM.
Realmente acho que ela fez um pacto com o diabo… é a única explicação.





Carência Físico-afetiva X Paranóia Obsessiva

12 02 2009

Sabe, às vezes, quando cismamos que estão fazendo algum tipo de complô contra nós? De repente, por alguma razão, do nada, entendemos que alguém não quer mais falar com a gente, não quer mais estar conosco, gostar de nós ou coisa assim. Ao menos, não como antes. Fizemos alguma coisa para isso? Causamos algum desencanto?

crazy_faces1O mais intrigante disso é que, quando cismamos assim as coisas parecem corroborar nossa louca sensação de carência físico-afetiva. Uma conversa, que antes seria normal, vira um papo estranho. Um comportamento, que antes seria coerente, vira uma atitude suspeita… e por aí vai. Quando vamos dar conta estamos numa paranóia obsessiva infundada e que corrói o coração violentamente.

Se cobramos satisfação de quem estamos cismados a resposta nunca será satisfatória. Sempre levantará ainda mais dúvida e desconfiança. Seria insegurança? Ciúmes? Medo?

Mudanças extremas de humor e sentimentos.
Carência Físico-afetiva ou pura paranóia?





Pensamento negativo é contagioso?

24 10 2008

Não sei se já se nasce assim, ou alguém coloca isso em você. Mas, tem gente que é plenamente pessimista. Seja isso intrínseco ou extrínseco, o fato é que elas são assim. Tomadas de pensamentos negativos. É um fato! Tudo concorre sempre para o pior.

Eu sei que conviver com pessoas que falam muito palavrão faz você começar a falar palavrão. Conviver com alguém que reclama de tudo faz você se tornar aos poucos uma pessoa ‘reclamona’. Conviver com pessoas tranquilas faz você se transformar em alguém mais equilibrado. E por aí vai…

A questão aqui é: Se eu começar a conviver com alguém que pensa sempre o pior de tudo vou acabar me tornando assim? E se for uma convivência que não dá para romper, tipo um colega de trabalho que senta ao lado? Ou alguém que eu amo muito?

Pensamento negativo é contagioso?