Carência Físico-afetiva X Paranóia Obsessiva

12 02 2009

Sabe, às vezes, quando cismamos que estão fazendo algum tipo de complô contra nós? De repente, por alguma razão, do nada, entendemos que alguém não quer mais falar com a gente, não quer mais estar conosco, gostar de nós ou coisa assim. Ao menos, não como antes. Fizemos alguma coisa para isso? Causamos algum desencanto?

crazy_faces1O mais intrigante disso é que, quando cismamos assim as coisas parecem corroborar nossa louca sensação de carência físico-afetiva. Uma conversa, que antes seria normal, vira um papo estranho. Um comportamento, que antes seria coerente, vira uma atitude suspeita… e por aí vai. Quando vamos dar conta estamos numa paranóia obsessiva infundada e que corrói o coração violentamente.

Se cobramos satisfação de quem estamos cismados a resposta nunca será satisfatória. Sempre levantará ainda mais dúvida e desconfiança. Seria insegurança? Ciúmes? Medo?

Mudanças extremas de humor e sentimentos.
Carência Físico-afetiva ou pura paranóia?

Anúncios




Os botões do elevador…

21 10 2008

Tenho pensado comigo, esses dias, sobre os botões dos elevadores. Os botões e a angústia que eles causam nas pessoas.

Já observou que todo mundo que está na fila do elevador, ou dentro do mesmo, aperta os botões respectivos (subir ou descer) continuamente como se ainda não tivessem apertado antes? Seriam os botões de elevador grandes causadores de TOCs* nas pessoas em geral?

* O chamado Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) é uma doença em que o indivíduo apresenta obsessões e compulsões, ou seja, sofre de idéias e/ou comportamentos que podem parecer absurdas ou ridículas para a própria pessoa e para os outros e mesmo assim são incontroláveis, repetitivas e persistentes.

Se estamos na fila e chega alguém, esse alguém sempre chama o elevador abstraindo o fato de que você já estava ali e, provavelmente, caso não esteja brincando de poste (parado num lugar sem objetivo algum), já apertou o botão. Só que, dentro do elevador isso também acontece. Você entra, aperta o 3º andar e a pessoa que entrou com você vai lá e aperta de novo. E assim vai sucessivamente, até que o elevador esteja cheio e todas as pessoas já tenham apertado e reapertado todos os botões de destino. Só para reforçar o desejo de subir ou descer. Vai que o elevador não entendeu direito para onde deve ir, não é?!

Se os botões de elevador fossem tipo ‘links patrocinados’ da internet. Desses que você fatura por click… as empresas de elevadores seriam as grandes milionárias do planeta. Fato!

Botões de elevador… o que aconteceria se os apertássemos apenas uma vez?